Adiamento da Sadhana Aquariana de 40 dias no Centro Guru Ram Das

Sat Nam queridos,

Informamos que a Sadhana Aquariana de 40 dias que estava prevista para iniciar em 24 de Abril no Centro Guru Ram Das será adiada para o segundo semestre deste ano.
Iremos no momento apoiar a frequência tão importante que está sendo construída com o Shabad Dhan Dhan Ram Das Guru no Centro Har Rai.
Em Agosto divulgaremos o novo calendário de 40 dias de Sadhana Aquariana a acontecer no Centro Guru Ram Das.
Grata pela compreensão e honrada em servir,
Seetal Prem Kaur
Secretaria ABAKY

40 dias de Sadhana Aquariana no Centro Guru Ram Das a partir de 24 de Abril

Sat Nam!

Temos a alegria de informar o próximo calendário de 40 dias de Sadhana Aquariana no Centro Guru Ram Das!

Todos os dias, de 24 de Abril a 02 de Junho, das 5hrs `as 7hrs da manhã.

Venha meditar conosco nas horas ambrosiais! Aberto ao público.

Rua Yvon Magalhães Pinto, 511 – Bairro São Bento – BH/MG

Wahe Guru Sat Nam!

Sadhana time!

por SS Gurusangat Kaur Khalsa

O despertador toca implacavelmente. Reconheço que, na minha mente, toca um mantra — Puta Mata ki Assis, Mata ki Assis… Em algumas de minha sadhana, coloco este Shabd para tocar por mim, pois não duvido que minha Mataji lá dos éteres estaria entoando por sua filha.

Enquanto espreguiço e me preparo para sair da cama para meu banho frio, as palavras do Yogi Bhajan ecoam: “Levantar no amrit vela é sempre sua primeira vitória do dia”. Eu logo sorrio e respondo: “amado professor, dessa vez não está tão difícil assim, afinal é Sodarshan, mil dias e foi um Hukam do Guru”.

É verdade, no dia 11 de julho do ano passado, eu recebi um Hukam e ainda não havia conseguido me organizar para iniciar aquela Sadhana. O Hukam de Jai Dev Ji é uma indicação explícita de uma meditação com pranayama repetindo Wahe Guru 16 vezes!

Raag Maaroo, The Word Of Jai Dayv Jee:

One Universal Creator God. By The Grace Of The True Guru:

The breath is drawn in through the left nostril; it is held in the central channel of the Sushmanaa, and exhaled through the right nostril, repeating the Lord’s Name sixteen times.

I am powerless; my power has been broken. My unstable mind has been stabilized, and my unadorned soul has been adorned. I drink in the Ambrosial Nectar. ||1||

Within my mind, I chant the Name of the Primal Lord God, the Source of virtue.

My vision, that You are I are separate, has melted away. ||1||Pause||

I worship the One who is worthy of being worshipped. I trust the One who is worthy of being trusted. Like water merging in water, I merge in the Lord.

Says Jai Dayv, I meditate and contemplate the Luminous, Triumphant Lord. I am lovingly absorbed in the Nirvaanaa of God. ||2||1||

 

Onde mais eu gostaria de estar agora, se não na presença sagrada do Infinito, no silêncio profundo do néctar ambrosial do Nome, totalmente entregue às orientações do Sat Guru?

Levanto-me e vou direto para meu Ishnan, e graças a Deus a água está realmente fria, o que torna meu banho ainda mais imperdível. Aplico óleo em meu corpo e me visto de forma a garantir conforto e aquecimento. Nem uma única vez após meu Ishnan deixo de imaginar minhas artérias e veias dando passagem a uma forte corrente sanguínea, que vem pranificando e limpando meu corpo e meus órgãos.

Desço as escadas para a sala de yoga, e por lá escuto os ragis do Golden Temple tocando, e assim começa minha Sadhana. Um set de Kundalini Yoga curto e muito vigoroso, Sodarshan Chakra Kriya por 62 minutos, o mantra do Guru Guru Ram Das Guru por 11 minutos, e finalmente um bom relaxamento.

Quando abro os olhos, vejo os primeiros raios de sol. A manhã linda e o ar frio com uma fragrância floral me desperta com um abraço aconchegante e me enche de esperança. Eu sei que a rotina virá como todos os dias: alunos que ligam e mandam mensagem pedindo ajuda, rotina da Escola Miri Piri para seguir à risca, cursos para preparar, professores para orientar, projetos para avaliar, reuniões para participar, gente para inspirar, outros para diagnosticar, e por aí vai. Sei que ainda terei de cruzar a cidade e encarar o desconforto de suas ruas, o lixo espalhado pelos gramados, as pessoas sofridas andando aparentemente sem rumo, mas apressadas demais para ir para algum lugar que não seja absolutamente necessário, portanto concluo que não andem assim tão à esmo.

Mas, naquele momento no Amrit Vela, aquele despertar com o beijo amoroso da manhã, eu não temo, eu não penso, eu não duvido, eu não vejo outra coisa a fazer a não ser atravessar meu dia com todo meu vigor e entusiasmo, e cumprir com meu dever e aproveitar os momentos de alegria e de amor que é estar entre todos que me rodeiam e juntos pincelarmos uma cor no firmamento da vida aqui e agora, compondo uma arte que sirva de inspiração aos que ainda passarão por aqui.

Minha sincera oração é que ninguém se atrase muito para se juntar a mim nos éteres do Amrit Vela!

 

Wahe Guru, Sat Nam.

 

Belo Horizonte, 14 de maio de 2014.