Curso sobre o Shabad Guru

Sat Nam querida Sangat

Temos o prazer de anunciar o curso sobre o Shabad Guru e o Siri Guru Granth Sahib com a S.S. GuruKirin Kaur Khalsa, direto de Espanhola. Este é um curso online, de dois meses, que conta com tradução simultânea.

Esta é uma oportunidade ímpar de aprofundarmos nesta tecnologia tão essencial dentro dos ensinamentos do Kundalini Yoga e do Sikh Dharma.

Confira informações detalhadas no flyer

Sat Nam Wahe Guru

Shabad Guru course Belo flyer

 

Shabad Guru e a Era de Aquários

shabad guru

 

 

“Guru Granth Sahib é a mensagem universal de irmandade e de prosperidade para todos”.
Dalai Lama

“Eu estudei as escrituras das grandes  religiões mas, não encontro em nenhum outra o mesmo apelo ao coração como no Siri Guru Granth Sahib. Esta Escritura é compacta, apesar do tamanho, e é uma revelação do conceito de Deus embora insista nas necessidades práticas do corpo humano. Existe algo estranhamente moderno sobre esta Escritura e isso me intriga (…) Talvez este senso de unidade seja a fonte de poder que encontrei Nela. Ela fala para a pessoa de qualquer religião, ou de nenhuma. Ela fala para o coração humano e para a mente que busca”.
Miss Pearl S. Buck, vencedora do Prêmio Nobel

“Seria difícil apontar uma religião mais original ou com um sistema ético mais completo do que o Sikh Dharma. A Escritura Sikh contém verdades sublimes, cujo estudo pode elevar espiritual, moral e socialmente. Não existe nenhum traço de sectarismo nela. Ela ensina os princípios mais puros e elevados que servem para unir as pessoas e inspirá-las com uma ambição de servir ao outro, sacrificar tudo e até morrer pelo outro”.
Max Arthur Macauliffe, importante pesquisador britânico

“O futuro religioso da humanidade pode ser obscuro, mas uma coisa é inegável. As religiões vivas nos influenciarão muito mais do que antes, nesta época de aumentada comunicação entre todas as partes do mundo e os braços da raça humana. No debate religioso atual, o Sikh Dharma e sua Escritura, o Guru Granth, terão algo valoroso para dizer ao resto do mundo”.
Arnold Toynbee, historiador

 

traduzido por Guru Sangat Kaur Khalsa